Boletim Epidemiológico Completo atualizado até o dia 09.07.2020

O Boletim Epidemiológico Completo que apresentamos traz dados atualizados até o dia 09 de julho de 2020. Nele trazemos os casos confirmados da Covid-19 entre indígenas no Maranhão, ainda tomando como base os boletins epidemiológicos das Secretarias Municipais de Saúde de 11 municípios do estado que incidem sobre terras indígenas. No boletim anterior, de 29 de junho de 2020, eram apenas 9 municípios. Na tabela constam em destaque as novas localidades (aldeias e/ou áreas) com casos confirmados.

Ressaltamos o acréscimo de dados provenientes dos boletins das SEMUS dos municípios de Maranhãozinho e Centro do Guilherme. Os dois municípios incidem sobre a TI Alto Turiaçu onde estão os povos Awá Guajá, Ka’apor e Tembé. Entretanto, não temos informações sobre a situação sanitária dos Tembé. Acerca dos Awá foi publicizada a denúncia de uma família que foi contaminada pela Covid-19 na CASAI em São Luís. A princípio, sabemos que esta família seria proveniente da TI Caru, no entanto não temos informações precisas sobre essa situação, visto que esses dados não aparecem nos boletins das SEMUS dos municípios que incidem sobre esta TI, Bom Jardim e São João do Caru. O município de Bom Jardim notifica casos confirmados da Covid-19 entre indígenas, mas não o faz de forma específica por povo e/ou TI. E o município de São João do Caru não traz casos indígenas em seus boletins. Além disso, a SESAI/DSEI-MA continua sem especificar os casos confirmados por povo, TI ou aldeia, dificultando a visibilidade e o acesso a esses dados. Após pesquisas mais detalhadas no site da prefeitura do município de Maranhãozinho, identificamos que a SEMUS notifica os casos de indígenas em seus boletins desde o dia 01 de julho de 2020. Não conseguimos acesso aos boletins anteriores a essa data. Àquela ocasião, o número registrado já era de 52 casos confirmados, na aldeia Aximborenda, povo Ka’apor. No boletim de Centro do Guilherme identificamos que a SEMUS notifica os casos de indígenas em seus boletins desde o dia 15 de junho de 2020. Àquela ocasião, o número registrado já era de 69 casos, número que permanece inalterado 1 mês depois. Assim sendo, a TI Alto Turiaçu contabiliza um total de 121 casos confirmados da Covid-19.

Na TI Araribóia, onde vivem os Awá e os Tentehar/Guajajara, no dia 29 de junho de 2020, eram 25 casos notificados na SEMUS de Amarante do Maranhão. Em 09 de julho de 2020 aumentou para 78, um aumento percentual de 212%. Em Arame, município que também incide sobre a TI Araribóia (além da TI Geralda Toco Preto), foi identificado um aumento de 24 casos, de 119 para 143 (20%), todos na TI Araribóia, povo Tentehar/Guajajara. Desta forma, o total de casos confirmados na TI Arariboia alcançou o número de 221 registros.

No boletim da SEMUS de Grajaú, município que se situa no centro do maior número de terras indígenas do Estado, observamos um aumento de sete (7) aldeias em relação ao último boletim, concentradas na TI Bacurizinho. O número de casos confirmados da Covid-19 que em 29 de junho era de 36 registros, em 09 de julho aumentou para 52, 16 casos a mais, um aumento de 44%. Ainda tomando como base os dados da SEMUS do município de Grajaú, identificamos o registro de 02 casos nas TI Morro Branco (aldeia Morro Branco) e 02 casos na TI Urucu-Juruá (aldeia Urucu-Juruá), povo Tentehar/Guajajara. 

Na TI Canabrava/Guajajara, trazemos dados das SEMUS de Barra do Corda e de Jenipapo dos Vieiras, municípios incidentes sobre esta TI. Em Barra do Corda, município com significativa população indígena, ocorreu um aumento percentual de 460%, de 23 casos para 129 casos confirmados. No boletim da SEMUS de Jenipapo dos Vieiras, que incide nas TIs Cana Brava/Guajajara e Lagoa Comprida, foi identificado um aumento de 264 casos confirmados para 302, com o registro em mais 4 novas aldeias. Desta forma, a TI Canabrava/Guajajara apresenta um total de 431 casos confirmados da Covid-19 entre os Tentehar/Guajajara. No município de Bom Jardim, incidente nas TIs Rio Pindaré e Caru, houve um aumento de 7 casos. Lembrando que em 19 de junho eram 80; em 22 de junho caiu para 30; em 29 de junho cresceu para 48 e agora, 09 de julho, continua crescendo, registrando 55 casos. 

Na TI Governador, onde vivem os Gavião/Pukopjê e os Tentehar/Guajajara, ocorreu um aumento de 02 casos, de 09 para 11, notificados pela SEMUS de Amarante do Maranhão. No boletim da SEMUS de Fernando Falcão, que incide nas TI’s Kanela e Porquinhos, os dados do dia 09 apresentam, possivelmente, um número considerável de recuperados entre os indígenas nas aldeias Escalvado e Aldeia Velha, apesar de não fazer essa especificação de forma clara sobre a redução no quantitativo de confirmados/contaminados. No dia 29 de junho, eram 70 casos na aldeia Escalvado, agora são 32; eram 28 na Aldeia Velha, agora são 06.

Na TI Porquinhos, aldeia Porquinhos, onde vivem os Apaniekra/Canela, os números permanecem iguais: 64 casos. Desta forma, o boletim de Fernando Falcão apresenta um quadro de 60 indígenas recuperados entre os dias 29 de junho e 09 de julho de 2020. No município de Montes Altos, que incide na TI Krikati, o número de casos nas 3 aldeias registradas permaneceram os mesmos. No boletim de Sítio Novo, também incidente na TI Krikati, o número de casos confirmados permanece o mesmo desde o primeiro mapeamento em 31.05.2020, totalizando 52 casos na TI Krikati.

Os municípios que seguem sem notificar casos da Covid-19 entre os povos indígenas no Maranhão: Araguanã (Última atualização: 18.06.2020), Bom Jesus das Selvas (Última atualização: 09.07.2020), Buriticupu (Última atualização: 09.07.2020), Cândido Mendes (Última atualização: 25.06.2020), Centro Novo do Maranhão (Última atualização: 06.07.2020), Governador Newton Bello (Última atualização: 03.07.2020), Itaipava do Grajaú (Última atualização: 06.07.2020), Lajeado Novo (Última atualização: 31.05.2020), Matinha(Última atualização 07.07.2020), Monção (Última atualização: 03.06.2020), Nova Olinda do Maranhão (Última atualização: 02.07.2020), Penalva(Última atualização 09.07.2020), Raposa (Última atualização: 09.07.2020), Ribamar Fiquene (Última atualização: 14.06.2020), Santa Luzia (Última atualização: 08.06.2020), Santa Luzia do Paruá (Última atualização: 07.07.2020), São João do Caru (Última atualização: 16.06.2020), São José de Ribamar (Última atualização: 09.07.2020), ,Viana (Última atualização: 09.07.2020) e Zé Doca (Última atualização: 18.06.2020).

Siga-nos nas redes sociais:

  • Twitter
  • Instagram

Ou entre em contato pelo e-mail: 

© 2020 por Rede Covida. 

 Orgulhosamente criado com Wix.com