Os mapas aqui apresentados buscam oferecer um caminho de fácil visualização da evolução dos casos do novo coronavírus, Sars Cov 2, entre os povos indígenas no Maranhão. Os dados que sustentam os mapas partem de informações publicizadas pela Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão - SES, pelas Secretarias Municipais de Saúde-SEMUS e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística-IBGE. Os mapas se referem ao período de 30.05 a 09.07.20. 

Os mapas apresentados nesta seção foram criados em parceria com o Grupo Cartografia Novo Olhar e com o professor Fredson Anderson Brito de Castro, através do projeto Atlas Covid-19 Mapi. O professor Fredson é membro do Núcleo de Estudos Afrobrasileiros e Indígenas (NEABI) do IFMA/Campus Coelho Neto. 

Os mapas aqui apresentados buscam oferecer um caminho de fácil visualização da evolução dos casos do novo coronavírus entre as populações residentes nos municípios em que se localizam as terras indígenas demarcadas, bem como nos municípios onde existem propostas por reconhecimento étnico e cultural. São Luís aparece no mapa por conta de sua posição politica administrativa estratégica como capital do estado e por abrigar índios citadinos de diferentes povos indígenas. Os dados que sustentam os mapas partem de informações publicizadas e disponíveis no site da Secretaria de Saúde do Estado do Maranhão. Eles são atualizados periodicamente com os novos dados dos boletins epidemiológicos do Estado e municípios de interesse, de modo a monitorarmos o grau de vulnerabilidade da população indígena à COVID-19.cr

Sou um parágrafo. Clique aqui para adicionar e editar seu próprio texto. É fácil.

Sou um parágrafo. Clique aqui para adicionar e editar seu próprio texto. É fácil.